BLOG DO COLPANI

Imprimir

Curitiba pode ter Semana de Combate à Depressão em outubro

O vereador Colpani (PSB) protocolou projeto de lei na Câmara Municipal que obriga a Prefeitura de Curitiba a realizar anualmente, na primeira  semana de outubro, a Semana Municipal de Prevenção e Combate à Depressão. Ele considera ser necessário mais esclarecimento a respeito da doença. “A depressão ataca tão sorrateiramente, que a maioria dos que sofrem dela nem percebem que estão doentes”, adverte o parlamentar.

Na proposição (005.00249.2013), Colpani determina a realização de uma campanha de publicidade a respeito do evento, que deve abranger aspectos da doença, incluindo a prevenção e suas características. O vereador ainda diz que a atividade deve ser incluída no Calendário Oficial do Município.

“Sabe-se que nesta capital, com as temperaturas mais baixas, é comum  uma depressão sazonal, por isso entende-se a necessidade de prevenção e combate da doença no município de Curitiba”, pontua Colpani. Ele adverte que a Organização Mundial da Saúde considera a depressão como uma das mais sofridas doenças no mundo, sendo um dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares e câncer. “Nas idades mais avançadas a doença atinge altos índices de morbilidade e mortalidade”, alerta o parlamentar.

 

fonte: www.cmc.pr.gov.br

Imprimir

 

Os moradores do bairro Uberaba, em Curitiba, reclamam das más condições das ruas da região. Em visita ao bairro nesta manhã de quinta-feira, dia 13, o vereador verificou situações como: dificuldades em atravessar a rua por falta de redutor de velocidade, rua elevada, bueiros entupidos e falta de sinalização. Durante a visita, o vereador entrou em contato com a Rádio Banda B, momento em que os moradores puderam fazer suas reivindicações ao vivo.

As reclamações serão enviadas à Prefeitura Municipal de Curitiba por meio do gabinete do vereador, que acompanhará o andamento da solicitação cobrando ações para melhoria do local.

Curtir

 

Imprimir

O vereador Colpani (PSB) protocolou, na Câmara de Curitiba, pedido à prefeitura para revitalização do Centro de Atividade Física Professora Judith Passos, no Parque Barigui. O parlamentar requer troca de calhas, conserto do telhado, revisão da parte elétrica, manutenção dos aparelhos e aquisição de equipamentos novos.

Segundo o vereador, os usuários reclamam das condições do local. “Além dos aparelhos em más condições de uso, quando chove acontecem muitos vazamentos, infiltração e goteiras”, relata na justificativa. O equipamento público pertence à Secretaria Municipal de Esporte e Lazer. Ele fica localizado atrás do Museu do Automóvel e dispõe de salas de ginástica e musculação, com atividades que atendem idosos e adultos.

 

Fonte: http://www.cmc.pr.gov.br

   

Imprimir

Proposição do vereador Colpani (PSB) pretende instituir em Curitiba o programa “Doe seu medicamento”, que tem por objetivo captar doações de medicamentos e promover sua distribuição através de entidades sociais sem fins lucrativos, que sejam previamente cadastradas junto à Fundação de Ação Social (FAS). O projeto, lido em plenário semana passada, foi protocolado sob o número 005.00220.2013.

“Sabemos que enfermidades corriqueiras como resfriados, gripes, febres e diarréias,  por exemplo, são tratadas num prazo de no máximo sete dias e que, embora o Governo Federal tenha criado a lei para medicamentos fracionados, a grande maioria da população não sabe que destinação dar para a sobra de remédios armazenados em suas casas”, alertou o vereador Colpani. “Alguns acabam indo parar no fundo de uma gaveta ou armário, outros irão parar no lixo, acarretando risco de contaminação do solo, sem falarmos do risco de envenenamento por descuido”, adverte.

Conforme determina o texto do projeto, o programa instituído prevê a arrecadação, junto a população curitibana, de medicamentos armazenados em domicílio e que não são mais utilizados para tratamento. Para isso, devem estar dentro do prazo de validade estabelecido pelo laboratório farmacêutico responsável pela sua fabricação. Pessoas físicas, clínicas e consultórios que recebem amostras grátis de medicamentos também poderiam participar do programa.

“A ideia do projeto é que a população curitibana colabore com a população carente doando os remédios que estão sobrando e que não são mais utilizados, mas que estão dentro do prazo de validade”, reforçou o vereador. Acrescentou ele que “projeto semelhante foi apresentado em outra Legislatura dessa Câmara Municipal, obtendo da Comissão de Legislação Justiça e Redação parecer favorável ao trâmite regimental, contudo foi arquivada no final do ano passado, conforme prevê o regimento interno”.

 

fonte: http://www.cmc.pr.gov.br

Imprimir

Agradeço ao caríssimo amigo jornalista Fernando Cruz pela matéria publicada na pagina 4, intitulada "Do Rádio para a Câmara Municipal de Curitiba - Colpani líder de audiência agora quer deixar seu nome na política paranaense". na 105° Edição do Jornal Bandeira Um.

 Acesse o Jornal e leia a matéria: Clique aqui! 

 

Imprimir

Caríssimos, foi instituída na tarde desta terça-feira (21), a Frente Parlamentar em Defesa dos Animais, a qual fiz questão de participar.

Diversas pessoas se manifestaram durante o debate, pedindo explicações sobre a não contemplação da construção do Crar (Centro de Resgate de Animais em Risco).

Uma das minhas bandeiras da campanha foi a defesa aos animais, por isso vamos continuar lutando e cobrando do nosso prefeito, como já fizemos sugerindo uma unidade móvel para atendimento aos animais.

 

Imprimir

O vereador Edmar Colpani (PSB) comentou na sessão da última quinta-feira (11) a sua preocupação com os indigenas que ficam em torno do viaduto do Orleans durante reunião da Comissão de Saúde, Bem-Estar Social e Esporte, que recebeu representantes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e Fundação de Ação Social (FAS).

A coordenadora do setor de alta complexidade da FAS, Márcia Nagata informou que negociações estão bastante adiantadas e que uma solução deve ser alcançada em breve. 

Imprimir

Um encaminhamento de sugestão ao Executivo, de autoria do vereador Colpani (PSB), sugere a criação de Unidade Móvel para esterilizar e fornecer cuidados básicos a animais abandonados. Incluem-se também animais domésticos pertencentes a pessoas carentes, residentes em Curitiba. A sugestão encontra-se em análise pelas comissões da Câmara Municipal. Por unidade móvel, entende-se veículo equipado com aparato básico para atendimento aos animais. 

Segundo o texto do requerimento, são propostas parcerias com instituições de ensino superior para que a unidade funcione como clínica itinerante. Com isso, pretende-se prestar cuidados como controle de pulgas, sarna, raiva, ectoparasitas, verminoses e outras patologias passíveis de transmissão aos humanos, a exemplo da leptospirose, leishmaniose e o chamado bicho-de-pé. 

As famílias pobres atendidas pelo serviço precisam comprovar sua baixa renda ao realizar o registro de seu animal. Postos de saúde poderão ser “informantes” da Unidade Móvel, indicando o bairro que deve ser priorizado devido ao aumento de casos de doenças transmitidas por cães e gatos. Conforme indica a proposta, em Curitiba existem cerca de 450 mil animais abandonados. 

 

Imprimir

A prefeitura de Curitiba irá por em funcionamento 43 novas equipes do Programa de Saúde da Família e estender o atendimento desses profissionais para nove unidades de saúde que ainda não contam com esse suporte. Com a mudança, que será posta em prática nos próximos meses, as equipes especializadas irão saltar de 185 para 228. 

Além dessa medida, foi anunciado que o horário de trabalho dos integrantes do Saúde da Família será estendido em seis unidades de saúde da capital (Concórdia, Bairro Alto, Camargo, Oswaldo Cruz, Ouvidor Pardinho e Eucaliptos).
Imprimir

Ao todo, foram analisados 18 projetos de lei em início de tramitação. A maioria permanece no colegiado para ajustes. (Foto – Anderson Tozato)A Comissão de Legislação, Justiça e Redação da Câmara Municipal acatou esta semana projeto da vereadora Julieta Reis (DEM) que proíbe a incineração de lixo orgânico e inorgânico em Curitiba.